Que tipo de buffet escolher para meu evento corporativo?

Local, decoração, entretenimento, programação… As opções para eventos corporativos são muitas, o que dá à empresa a oportunidade de inovar e tornar a ocasião inesquecível. Uma das escolhas mais importantes para a satisfação dos convidados é o tipo de buffet contratado. Você sabe qual escolher e qual é o mais apropriado para cada circunstância?

Se este é um assunto que deixa você em dúvida, não perca este post! Nós vamos contar o que precisa ser levado em consideração para escolher o tipo de buffet mais adequado e garantir o sucesso do seu evento. Vamos começar?

Como escolher o tipo de buffet?

Dependendo do propósito do evento corporativo, seu público cria expectativas diferentes. Portanto, é fundamental pensar em suas características para escolher a opção que melhor corresponde a ideia que a empresa deseja transmitir. É preciso levar em consideração:

  • Local do evento: será em um ambiente urbano, rural ou em uma praia? Esse fator já determina uma série de possibilidades.
  • Duração: seu evento pode ser tanto um jantar quanto um congresso de vários dias. Além disso, é importante pensar na quantidade de tempo que as pessoas passarão lá. Com essa informação, é possível determinar a quantidade de alimento necessária, bem como a variedade.
  • Horário: aqui está outro ponto que merece atenção. As características de uma reunião realizada pela manhã são completamente diferentes de um jantar, por exemplo.
  • Sofisticação: qual será a tônica do evento? Ele terá um clima mais descontraído ou o repleto de glamour? Cada situação requer um menu apropriado.
  • Perfil dos convidados: acionistas, clientes, funcionários: cada público tem um perfil e o tipo de refeição deve ser compatível com essas expectativas.
  • Segmento da empresa: setores da economia já possuem uma imagem. É como uma identidade corporativa, uma marca que precisa estar presente em todas as situações, inclusive eventos. Respeitá-la promove mais credibilidade e atende às expectativas das pessoas.

Quais são os tipos de serviço?

Um aspecto importante a definir é o tipo de serviço que será oferecido. Ele pode variar de acordo com a formalidade e a sofisticação do evento e também interfere na definição do cardápio, devido à disposição dos convidados e à presença ou ausência de utensílios.

Os principais são:

Buffet americano

Consiste no sistema conhecido como self-service. Os alimentos são dispostos em uma ou mais mesas grandes, e cada convidado se serve de acordo com suas preferências.

As variações desse sistema são que as pessoas podem tanto se servir e voltar para suas mesas de origem ou permanecer em pé, ao redor da mesa, enquanto degustam pequenos salgados e doces.

Como você pode perceber, nesta última abordagem é necessário que o evento seja bastante informal. Normalmente, são servidos petiscos, canapés e outros alimentos consumidos apenas com o auxílio das mãos, sem a necessidade de talheres ou louça.

Coquetel

Embora o cardápio seja muito parecido com o do buffet americano, neste caso os garçons passam entre os convidados com as bandejas, oferecendo os alimentos e bebidas.

A recomendação é que ele seja utilizado em momentos mais formais, já que transmite a ideia de requinte. No entanto, como é indicado para situações em que as pessoas estão em pé, as porções devem ser pequenas, e os convidados também se servem com as mãos.

Buffet à francesa

Este é o estilo mais requintado de todos, e portanto mais formal. Enquanto os convidados permanecem em mesas, eles recebem os pratos já completos e oferecidos pelos garçons.

A produção do evento pode optar por um cardápio único ou pratos variados, sendo que cada convidado escolherá a opção que mais lhe agrada. Outra opção é oferecer um coquetel de entrada, seguido por um serviço à francesa.

Depois de considerar esses aspectos, o horário é o fator mais importante para definir um cardápio apropriado:

Como definir o tipo de buffet de acordo com o horário?

Eventos matinais

As pessoas normalmente já seguem uma rotina quanto às refeições ao longo do dia. Suas expectativas, portanto, baseiam-se nessas regras.

Portanto, caso seu evento se inicie às 8 h da manhã, por exemplo, seria de bom tom receber os convidados com um café da manhã variado e caprichado. Frutas, pães e seus acompanhamentos (ovos, geleia, manteiga, queijos…), bolos, biscoitos, chás, iogurte, leite, café.

Essas opções caem muito bem para o horário em questão. Dependendo do local escolhido, pondere a possibilidade de apresentar opções típicas. Em um evento no Nordeste, por exemplo, que tal servir tapioca quentinha no café da manhã?

Quanto aos eventos matinais, sempre é bom observar: se a previsão de término se estende além das 12 ou 13 horas, uma excelente opção é servir um brunch ou almoço.

Eventos vespertinos

Para o período da tarde, um coffee break é uma alternativa que agrada a todos e ajuda a driblar aquele momento improdutivo que muitas vezes acontece em eventos vespertinos, garantindo um ânimo aos participantes.

A proposta pode ser parecida com a do café da manhã, mas um pouco mais restrita. Frutas, iogurte, pães, frios, sucos e aquele café preto que afasta o sono são itens simples e que obtêm grande aceitação do público.

Eventos noturnos

A noite, em si, já pede um pouco mais de requinte. O clima mais fresco dá margem para cardápios variadíssimos, que vão desde opções leves até pratos calóricos e sofisticados, dependendo do clima e da ocasião.

Embora seja o horário perfeito para um serviço à francesa, por exemplo, a empresa também pode apostar na informalidade. E para quem pensa que não é possível ter glamour em um ambiente informal, isso é um tremendo engano.

Tanto é possível oferecer salgados mais simples em um coquetel quanto ousar com as chamadas finger foods — taças de camarões, espetos de lagosta, escondidinhos de mariscos servidos em cumbucas podem garantir elegância mesmo com seus convidados em pé e comendo com as mãos.

Também vale pensar no local escolhido e oferecer opções típicas ou temáticas, se a ocasião permitir.

Congressos

Devido à longa duração, congressos exigem um planejamento mais detalhado. As pessoas permanecerão ali por vários dias e por isso, é importante pensar que a quantidade de comida precisa ser suficiente para suprir todas as necessidades dos convidados.

Além disso, é preciso garantir uma variedade que deixe o cardápio apetitoso e atenda quem possui hábitos diferentes ou restrições alimentares específicas.

A verdade é que a definição de um cardápio para eventos exige atenção a tantos detalhes que uma opção bastante interessante é a contratação de uma empresa especializada.